Encabezado de página

Caracteres estruturais foliares de espécies de Arachis e sua relação com a cercosporiose

Pablo Rodrigues Sanine, Roberto Antonio Rodella
Idioma: pt

Resumen

A cercosporiose, causada pelo fungo Cercosporidium personatum, é uma doença de grande importância para a cultura do amendoim (Arachis hypogaea). O objetivo deste trabalho foi quantificar caracteres estruturais do limbo foliar, em dois cultivares e quatro acessos de três espécies de Arachis, procurando relacioná-los com graus de resistência à cercosporiose. Foram amostradas porções do terço médio da região internvervural, do terceiro ou quarto folíolo da segunda folha contada a partir do ápice caulinar, sendo as amostras infiltradas em historresina, seccionadas com 7 µm de espessura e coradas com azul de toluidina. Os caracteres quantificados foram: área da secção da região internervural; área, espessura, e porcentagem da epiderme das faces adaxial e abaxial, da hipoderme, e do parênquima; área e espessura do mesofilo; área do complexo estomático; espessura da folha; número de tricomas, estômatos, cristais de oxalato de cálcio e idioblastos de mucilagem; e comprimento dos ostíolos. Os dados foram submetidos aos testes estatísticos multivariados de Análise de Agrupamento e Análise de Componentes Principais. Os caracteres referentes à epiderme da face abaxial, hipoderme, parênquima, , tricomas, estômatos e idioblastos de mucilagem permitiram diferenciar A. hypogaea, A. magnae A. stenosperma. O cultivar IAC-Tatu de A. hypogaeae o acesso 9017 de A. stenospermacaracterizaram-se como suscetíveis à cercosporiose, enquanto o cultivar 850 de A. hypogaea, os acessos 30097 e 13748 de A. magna, e o acesso 10229 de A. stenospermaforam considerados resistentes.

Palabras clave

Anatomia quantitativa; folha; Arachis hypogaea; Cercosporidium personatum; cercosporiose; resistência


DOI: http://dx.doi.org/10.30972/bon.2121286