Encabezado de página

Entre o poder local e a elite central: um ensaio sobre a participação política no Brasil

Osmir Dombrowski
Idioma: pt

Resumen

O ensaio busca compreender o absentismo verifi cado em instituições participativas locais no Brasil, sem recorrer a julgamentos morais que condenam o comportamento da população. A hipótese que orienta o trabalho coloca em questão o grau de efetividade dessas instituições, bem como a autonomia dos municípios no arranjo federativo nacional e sugere que as nstâncias participativas ocupam uma estreita margem deixada pelo governo central a ser disputada junto ao poder local, sugerindo que a dinâmica da luta pela sua ocupação possui grande poder explicativo sobre o absentismo dos setores populares.

Palabras clave

participação; absentismo; poder local; município

Referencias

(1) Almeida, M. H. T. de & Carneiro, L. C. (2003). Liderança local, democracia e políticas públicas no Brasil. Revista Opinião Pública, Vol. IX, n1. Campinas.

(2) Arretche, M. & Vazquez, D. (2009). Descentralização, instituições políticas e autonomia: padrões de gasto dos governos locais no Brasil. Prepared for delivery at the 2009 Congress of the Latin American Studies Association, Rio de Janeiro, Brazil June 11-14, 2009. Disponível em: http://www.cultiva.org.br/pdf/arretche_marta_gastos_municipais. pdf (Ultimo acesso em 15/03/2010).

(3) Bielschowsky, R. (1995). O Pensamento Econômico Brasileiro: o ciclo ideológico do desenvolvimento. Contraponto, Rio de Janeiro.

(4) Brandão, Carlos R. (1990). O Trabalho de Saber: cultura camponesa e escola rural. Editora FDT, São Paulo.

(5) Comparato, F. K. (2010). Nem República, nem Democracia. Revista Carta Capital, São Paulo, n.º 578, p. 54-9, 13 jan. 2010. Entrevista concedida a Gilberto Nascimento e Walter F. Maierovitch.

(6) Dombrowski, O. (2008). Poder Local, Hegemonia e Disputa: os conselhos municipais em pequenos municípios do interior. Revista de Sociologia e Política, v. 16, nº 30, UFPR, Curitiba.

(7) Dombrowski, O. & Parmigiani, J. (2009). Não Quero Saber dos seus Conselhos: considerações sobre a nossa democracia participativa. Comunicação apresentada ao 4º Seminário Nacional Estado e Políticas Sociais. Cascavel: EDUNIOESTE.

(8) Downs, A. (1999). Uma teoria econômica da democracia. São Paulo: Edusp.

(9) Leal, Vitor N. (1975). Coronelismo, enxada e voto: o município e o regime representativo no Brasil. Alfa-Omega, São Paulo.

(10) Olson, M. (1999). A lógica da ação coletiva. Edusp, São Paulo.

(11) Pécaut, D. (1990). Os intelectuais e a política no Brasil: entre o povo e a nação. Ática, São Paulo.

(12) Santos Jr., O. A.; Azevedo, S. & Ribeiro, L. C. Q. (Orgs.) (2004). Governança democrática e poder local: a experiência dos conselhos municipais no Brasil. Revan, Rio de Janeiro.

(13) Silva, M. S. (2002). Federalismo fi scal no Brasil: arrecadação, transferências e disponibilidades. (1988 – 2000). Dissertação apresentada ao Curso Mestrado em Administração Pública, Fundação Getúlio Vargas, Rio de Janeiro.

(14) Souza, C. (2004). Governos locais e gestão de políticas sociais universais. Revista São Paulo em Perspectiva, Vol. 18, n. 2, Fundação SEAD, São Paulo.

(15) Varsano, R. (1998). Evolução do Sistema Tributário Brasileiro ao Longo do Século. Texto para Discussão nº 405, IPEA, Rio de Janeiro.

(16) Vianna, O. (2005). Populações meridionais do Brasil. Conselho Editorial do Senado Federal, Brasília.



DOI: http://dx.doi.org/10.30972/crn.11111698